Monthly Archives: junho 2018

Margareth (in memoriam), do Movimento dos Trabalhadores Cristãos (MTC), presente, hoje e sempre!

Nós, da Organização Anarquista MARIA IÊDA, só temos a agradecer ao Movimento dos Trabalhadores Cristãos (MTC) em nossa caminhada, e a Margareth que incorporava tão bem o espiríto desta casa. Uma de nossas primeiras reuniões foi aqui, neste espaço, e “Margot” estava presente, nos recepcionando e tomando conta deste lugar, que ao nosso ver cumpre muito bem o papel de guarda-chuva dos movimentos sociais da cidade do Recife e de Pernambuco. Margareth, e o MTC, encarnam para nós o espírito de solidariedade, de fraternidade, de ausência de sectarismo, de perspectiva classista, a perspectiva das e dos de baixo, de comunhão acima das diferenças ideológicas. A esquerda e todas/os lutadoras/es sociais só têm a aprender com seu exemplo, e o desta casa. Precisamos mais que nunca estar unidas e unidos, enquanto povo e enquanto classe trabalhadora, especialmente com a ofensiva conservadora vinda do andar de cima.

Honrar a lembrança de Margareth é lutar sem tréguas contra esta pirâmide que nos divide e que a toda hora tenta nos empurrar à desesperança e destruir nossas vidas. É preciso destruir o poder da classe dominante que só reforça o fosso e a desigualdade entre nós e, desde agora, fortalecer os laços que nos fazem irmãs e irmãos. Façamos, mais que a ida de “Margot”, sua vida um exemplo que nos anime a continuar construindo pontes, mais que muros. Pois sua presença era, como dizia aquela música, “uma beleza que é coisa acesa por dentro”, e que jamais podemos “apagá-la pelo sofrimento”.


Margareth, presente, hoje e sempre!

Ou como nós, anarquistas latinamericanos, dizemos:
“Arriba las/os que luchan!”.